terça-feira, 15 de maio de 2012

Leitura do quadro “A dama de Shalott”

“A dama de Shalott” 


Leitura do quadro de John William Waterhouse (1849-1917), 
Chamado  “A dama de Shalott”

 

Comentem sobre a Relação entre características do movimento Romântico/literário e a obra de arte. 

Participem!

Lorde Byron (1788-1824)

 
 O que é o paradigma do herói byroniano?

Deixem os seus comentários!
Participem! 

Projeto de Literatura em Revista - Blog Literário


A poesia Romântica
Disciplina: Literatura   Série: 9º ano
Professora: Márcia Serra

Gênero: poesia
Palavras-chave: amor, sentimentalismo, ironia, mistério, morte
Área envolvida: Língua Portuguesa, Literatura, Informática, artes.
Tema transversal: Pluralidade cultural
Público-alvo: jovem


Introdução:


  A literatura não é matéria escolar, é matéria de vida. A boa literatura problematiza  o mundo, tornando-o opaco e incitando à reflexão. É um desafio à sensibilidade e inteligência do leitor, que assim se enriquece a cada leitura. Busca oferecer inquietação, provoca o leitor, estimula- o a tomar posição diante de certas questões vitais. A literatura propicia a percepção de diferentes aspectos da realidade. Ela dá forma a experiências e situações que, muitas vezes, são desconcertantes para o jovem leitor, ao ajudá-lo a situar-se no mundo e a refletir sobre seu próprio comportamento.
   Se concordarmos em que a escola deve estar mais atenta ao desenvolvimento da maneira de pensar do que à memorização de conteúdos, devemos então admitir que sua função mais importante é propiciar ao aluno atividades que desenvolvam sua capacidade de raciocínio e argumentação, sua sensibilidade para a compreensão das múltiplas facetas da realidade. A escola, portanto, deveria ser, antes de tudo, um espaço para o exercício da liberdade de pensamento e de expressão.  (TUFANO, Douglas , NÓBREGA, Maria José in: Projeto de leitura – Alvares de Azevedo Noite na taverna e poemas escolhidos (de Lira dos vinte anos). Ed. Moderna. 

Objetivos: 
  • Desenvolver atividades que possibilitem ao aluno dialogar com o texto, interrogá-lo, explorá-lo.
  • Possibilitar a iniciação literária.
  • Formar leitores
  • Contribuir para que o aluno possa situar-se no mundo e refletir sobre o comportamento humano nas mais diferentes situações.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Roteiro


1ª semana:

Explicação do projeto : blog literário “ A poesia em revista”: Estudo da poética romântica.
  • Pesquisa Bibliográfica acerca do Movimento Romântico. *Tarefa para casa – semana 30/04 a 04/05.
  • Primeiras manifestações artísticas ( O sofrimento do jovem Werther, de Goethe)
  • A relação entre a vida pessoal do poeta Lorde Byron (1788-1824) e sua poesia (O que é o paradigma do herói byroniano?)
2ª semana:
  •   Leitura do quadro de John William Waterhouse (1849-1917), Chamado “A dama de Shalott” (Relação entre características do movimento Romântico/literário e a obra de arte.
  •  Construção de uma linha do tempo ( Romantismo em Portugal Sec. XIX /1825- 1865; Transição no Brasil Sec. XiX – 1808-1836; Romantismo no Brasil Séc. XIX - 1836-1881) * Tarefa de casa semana: 07/05 a 11/05
  •  Vídeo com clipes de músicas atuais que possuem características românticas: O romance romântico.

     3ª semana:
  • Inter-relação entre as artes plásticas e o Romantismo: Pesquisar as obras de Goya, Theodore Géricault , Eugene Delacroix, Auguste Rodin
  
  • Procurar reconhecer as semelhanças e diferenças entre os recursos pictórios empregados por eles, o significado do estilo que adotam. * Tarefa de casa: 14/05 a 18/05.
  • Buscar as principais obras dos artistas citados e fazer um paralelo com as características românticas.


      4ª semana:

1. A música romântica: pesquisa sobre a música no romantismo.  
    (Beethoven, Schubert, Schumann, Chopin e Liszt)
a)  Estilo das composições
b)  Características das composições da época
c)  Ilustre seu trabalho com partituras, pinturas e desenhos.
          2. A música popular romântica hoje:
a)  Escolher e reproduzir canções populares chamadas  “românticas” e fazer uma análise delas a partir das características do Romantismo.
 

b)  Comparar as canções aos textos românticos : identificar semelhanças e diferenças. *Tarefa de casa: 21/05 a 25/05.

 5ª semana:  

Álvares de Azevedo - o poeta da Lira dos vinte anos

a)      Pesquisa sobre o autor
b)      O que podemos entender com a Antítese personificada
c)      Análise do poema: “Idéias íntimas”
d)      Encontre a ironia no poema “É ela! É ela! É ela! É ela!” 
       * Tarefa de casa: 28/05 a 01/06.

        6ª semana:

a)   Comparar as poesias “Lembrança de morrer” e “O poeta moribundo” e comentar as diferenças que há entre elas no modo de encarar a morte.
 




b)  Discutir a diferença entre texto humorístico e texto satírico e apontar as poesias que podem ser consideradas exemplos de humor e exemplos de sátira.
  *Tarefa de casa 04/06 a 08/06.

7ª semana:

a) Pesquisar a obra de outros poetas românticos brasileiros da época, como Fagundes Varela, Casimiro de Abreu e Junqueira Freire, e selecionar poesias que tenham características em comum com as poesias de Álvares de Azevedo.
 b) Produção de poemas nos moldes dos Ultrarromânticos.  
* Tarefa de casa: 11/06 a 15/06.
    
  8ª semana:

a)      Apresentação dos blogs pelas equipes
b)      Avaliação dos trabalhos.



Referências bibliográficas:

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Introdução

A literatura não é matéria escolar, é matéria de vida. A boa literatura problematiza  o mundo, tornando-o opaco e incitando à reflexão. É um desafio à sensibilidade e inteligência do leitor, que assim se enriquece a cada leitura. Busca oferecer inquietação, provoca o leitor, estimula- o a tomar posição diante de certas questões vitais. A literatura propicia a percepção de diferentes aspectos da realidade. Ela dá forma a experiências e situações que, muitas vezes, são desconcertantes para o jovem leitor, ao ajudá-lo a situar-se no mundo e a refletir sobre seu próprio comportamento.
            Se concordarmos em que a escola deve estar mais atenta ao desenvolvimento da maneira de pensar do que à memorização de conteúdos, devemos então admitir que sua função mais importante é propiciar ao aluno atividades que desenvolvam sua capacidade de raciocínio e argumentação, sua sensibilidade para a compreensão das múltiplas facetas da realidade. A escola, portanto, deveria ser, antes de tudo, um espaço para o exercício da liberdade de pensamento e de expressão.  (TUFANO, Douglas , NÓBREGA, Maria José in: Projeto de leitura – Alvares de Azevedo Noite na taverna e poemas escolhidos (de Lira dos vinte anos). Ed. Moderna.